Arquivo da tag: aprendizado

Hellooooo…

Nossa, tanto tempo se passou desde a última vez que estive upando aqui. Quase quatro meses se passaram e vocês não fazem idéia do quanto a nossa vida “andou” nesse meio tempo.

O meu estágio foi uma correria só, mas nossa AMEI demais tudo que fiz e vivi durante esse período. Não lembro de ter falado profundamente sobre este assunto aqui, mas então, eu e mais duas colegas começamos a estagiar na empresa de Figurinos de um dos meus professores, de início foi tranqüilo, mas as coisas começaram a afunilar e uma das colegas pediu pra sair. Sendo assim ficou eu e mais uma, junto com o professor. Neste meio tempo realizamos a projeção e execução de figurinos p/ duas peças teatrais, dois espetáculos de dança e o figurino da cantora Vanessa Longoni e também fomos responsáveis pela produção dos músicos que juntamente com a Vanessa, compõe a Banda Realidade Paralela.

A nossa primeira estréia foi com o Projeto Colíbris Dali Daqui, dia 30/08 no Barra Shopping em Porto Alegre. (foi pra esse espetáculo que o Matheus ajudou a fazer as borboletas de Origami).

Depois as estréias aconteceram todas em novembro, tentem imaginar a correria pra dar conta dos figurinos ficarem todos prontos, sendo que tivemos que lidar com situações bastante delicadas, onde a costureira não tinha nada pronto na véspera da estréia o que aconteceu?? Eu e a Paula tivemos que colocar a mão na massa e coooosturar os figurinos hahaha. Nossa, e deu TUDO CERTO, conseguimos fazer milagre com o quase impossível.

Dia 04/11 foi a estréia da peça Dráuzio um Vampiro Diferente, no Colégio Farroupilha em Poa.
Dia 05/11 tivemos a estréia da Banda Realidade Paralela, no Teatro do Ciee (Poa).
Dia 20/11 estréia do Percurso do Infinito, na Sala Álvaro Moreira (Poa)
E por fim dia 29/11 tivemos a estréia do espetáculo A Caravana da Ilusão, na Redenção também em Porto Alegre.

Mas não pensem que acabou por ai, hahaha. Depois do dia 05/11 ganhamos “férias” durante uma/ duas semanas pra continuar (na verdade começar) a desenvolver a nossa coleção que será apresentada esse semestre, em junho. Tive como base a marca Ronaldo Fraga p/ desenvolver a minha, e nossa no final deu tuuudo certo. Achei que não ia conseguir concluir.

E o final de tudo aconteceu dia 10/12 quando aconteceu o evento Pathos Projeta-me (Projeto da Faculdade que acontece semestralmente), no qual estávamos envolvidos na organização.

Nossa, descobri grandes pessoas durante esses projetos e mais ainda a afinidade que tenho com a Paula e de como a gente consegue se entender, é impressionante, pois em momento algum a gente discutiu ou bateu boca por qualquer motivo que fosse, nossos pontos de vista se batem e a gente consegue trabalhar sem perder o foco.

Obviamente nem tudo foram flores, aconteceram várias coisinhas que com certeza me fazem ter hoje uma visão diferente por estar mais envolvida com os projetos que a faculdade dispõe aos alunos. Tem gente que só quer o “glamour” e aparecer no dia do evento, trabalhar e mostrar que se importa realmente, é pra poucos. Mas ao final de tudo a satisfação é imensa e o orgulho então nem se fala.

O Matheus também falou do estágio dele por aqui, até lembro de um comentário, onde a pessoa dizia que não faria estágio não-remunerado por nada. Digo-lhes que o estágio não remunerado dele, foi algo que mudou a vida dele (como ele mesmo me diz) o que era um estágio não-remunerado, virou sociedade! 😉 Meu amor tá ficando importaaaante!!!! Parabéns à ele!
Posts aqui no blog, infelizmente digo-lhes que serão cada vez mais raros. Apesar de estarmos de “férias” estamos trabalhando nos nossos “estágios” virtualmente. E este ano será um ano de plantarmos mais sementinhas p/ podermos colher futuramente.

Conhecemos grandes pessoas aqui no meio bloguistico (existe essa palavra? oO), fico com o coração partido por muitas vezes não ter tempo de vir aqui escrever alguma coisinha.
Como diz a Nete, estamos no twitter e como lá são só 140 caracteres a coisa fica mais fácil pra gente dar as caras.

Então é isso!!

Amooor, te amooo!!

Beijão pra todos,
Bruna

8 Comentários

Arquivado em Dela

Recordações

O Matheus já explicou que estamos atordoados com nossos estágios, desde que minhas aulas iniciaram eu não parei um minuto ainda. Vira e mexe eu reclamo, mas na verdade estou adorando o que to fazendo, figurino. Assim que der uma folguinha maior quero escrever pra vocês sobre isso.

Mas agora vamos aos fatos 😉

Bom, no feriado de 7 de setembro fui lá pro Matheus e ele estava prestes a ganhar um armário novo, eu como boa namorada, ajudei a fazer uma limpa e organizar algumas coisas, dentre elas a gaveta onde estão todas as cartas e presentinhos (além daqueles espalhados pelo quarto) que dei pra ele durante o nosso namoro. E nos deparamos com este presentinho que decidimos compartilhar com vocês:

Digitalizar

Nós.. Eu e Você, Você e Eu!

Como eu não tenho certeza se vocês conseguirão ler na imagem então preferi escrever aqui pra vocês.

Era uma vez um guri e uma guria!

Os dois moravam muito longe um do outro e nem imaginavam que um dia iriam se conhecer.

Conforme foram crescendo houveram inovações, computador, internet, orkut, comunidades.

Mas mesmo assim era quase impossível, tantas pessoas, tantos tópicos, interesses, discussões.

E não é que aconteceu?! 17 anos e quase 6 meses depois esse guri e essa guria estavam lá, na mesma comunidade, mesmo tópico. E o mais incrível os dois trocaram scrap no mesmo momento. A partir daí tudo podia ser rosas, mas foi um longo caminho para ambos e hoje eles estão mais unidos do que nunca, fortes para novas conquistas. Falando em conquistas eles já são campeões nisso, já foram alguns obstáculos..

Guerreiros, aventureiros que carregam muitos sonhos e planos na bagagem e principalmente no coração!

E isso é apenas o início de uma vida todinha que os dois estão construindo juntos.

AH O AMOR!

Amor, amor, amor..

Não existem palavras para tentar expressar tudo que eu sinto por ti.. tu é muito foda.

Eu te amo!

É isso então…

Boa noite e bom dia a todos amanhã!

Amoooor, te amooo!

Beijão,

Bruna

1 comentário

Arquivado em Dela

Aprendizado do amor…

Estava eu, quinta-feira passada deitada em minha cama escutando o programa Pijama Show da rádio Atlântida, agora o horário mudou e começa à meia noite, e nele há um espaço chamado Pijama Místico, onde ao inciar um novo dia o locutor Everton Cunha (Mr. Pi) lê alguma mensagem. Eis que naquela quinta ele lê a seguinte mensagem…

Aprendizado do amor

Diz a lenda que o Senhor, após criar o homem e não tendo mais nada sólido para construir a mulher, tomou um punhado de ingredientes delicados e contraditórios, tais como timidez e ousadia, ciúme e ternura, paixão e ódio, paciência e ansiedade, alegria e tristeza e assim fez a mulher e a entregou ao homem como sua companheira.

Após uma semana, o homem voltou e disse:

Senhor, a criatura que você me deu faz a minha vida infeliz.

Ela fala sem cessar e me atormenta de tal maneira que nem tenho tempo para
descansar.

Ela insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro… e assim as minhas horas são desperdiçadas.

Ela chora por qualquer motivo. Facilmente fica emburrada e fica às vezes muito tempo ociosa. Vim devolvê-la porque não posso viver com ela.

Depois de uma semana o homem voltou ao Criador e disse:

Senhor, minha vida é tão vazia desde que eu trouxe aquela criatura de volta! Eu sempre penso nela: em como ela dançava e cantava, como era graciosa, como me olhava, como conversava comigo e como se achegava a mim.

Ela era agradável de se ver e de se acariciar. Eu gostava de ouvi-la rir.
Por favor, dê-me de volta.

Está bem, disse o Criador. E a devolveu.

Mas, três dias depois, o homem voltou e disse:

Senhor, eu não sei. Eu não consigo explicar, mas depois de toda esta minha experiência com esta criatura, cheguei à conclusão que ela me causa mais problemas do que prazer. Peço-lhe, tomá-la de novo! Não consigo viver com ela!

O Criador respondeu:

Mas também não pode viver sem ela. E virou as costas para o homem e continuou o seu trabalho.

O homem desesperado disse:

Como é que eu vou fazer? Não consigo viver com ela e não consigo
viver sem ela.

E arremata o autor: Achei que, com as tentativas, você já tivesse descoberto.
Amor é um sentimento a ser aprendido: É tensão e satisfação – É desejo e hostilidade – É alegria e dor – Um não existe sem o outro.

A felicidade é apenas uma parte integrante do amor. Isto é o que deve ser aprendido. O sofrimento também pertence ao amor. Este é o grande mistério do amor. A sua própria beleza e o seu próprio fardo.

Em todo o esforço que se realiza para o aprendizado do amor é preciso considerar sempre a doação e o sacrifício ao lado da satisfação e da alegria. A pessoa terá sempre que abdicar alguma coisa para possuir ou ganhar uma outra coisa.

Terá que desembolsar algo para obter um bem maior e melhor para sua felicidade.

É como plantar uma árvore frente a uma janela. Ganha sombra, mas perde uma parte da paisagem. Troca o silêncio pelo gorjeio da passarada ao amanhecer.

É preciso considerar tudo isto quando nos dispomos a enfrentar o aprendizado do amor.

Walter Trobich

Eu achei muito linda  a mensagem que este texto passa e achei interessante trazê-lo pra vocês, o que o Mr. Pi leu era um pouquinho diferente, tinha uns detalhezinhos a mais, mas não consegui achar aquela versão.

O Matheus pediu pra mim colocar um asterisco dizendo que ele acha esse texto um tanto feminista (¬¬), mas eu digo que ele não pode reclamar, pois ele já fez tantos posts super, hiper, mega machistas aqui e eu nem reclamei ;P haha

Quinta ele cheeeeega, finalmente 0/ Almoçaremos no Subway e se tudo der certo levaremos minha afilhada no cinema a tarde pra assistir a Era do Gelo 3 ;P e ele fica a semanaaaa inteira aqui. Pena que minha aula inicia na próxima terça, fazer o que né?! ;P

Amoooor, te amoo!!!

Beijão, Bruna

4 Comentários

Arquivado em Dela

Vê se estuda Obama !

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que foi “um lindo gesto” o presente dado pelo colega venezuelano, Hugo Chávez, que deu ao líder americano o livro “As Veias Abertas da América Latina”, de Eduardo Galeano.

Em entrevista coletiva após o encerramento da Cúpula das Américas, na capital de Trinidad e Tobago, Obama disse que “foi um lindo gesto me presentear com um livro. Adoro ler”.

Durante a reunião que Obama mantinha com os líderes da União de Nações Sul-americanas (Unasul), Chávez se levantou e entregou o livro ao presidente americano.

Obama, no entanto, não disse se lerá a obra. O porta-voz do líder americano, Robert Gibbs, explicou que essa parece ser uma “tarefa difícil”, já que o livro está em espanhol e Obama não fala esse idioma.

Ao longo da reunião, o líder americano cumprimentou em várias ocasiões o presidente venezuelano, assim como outros líderes críticos da política externa dos Estados Unidos, como o presidente boliviano, Evo Morales, ou o nicaraguense Daniel Ortega.

__________________________________________________________

Gosto do Chávez.  Sei que a Nete me quebra no meio se ler isso. Mas… Enfim. Foi um bonito gesto dar ao Obama este livro que eu já recomendei aqui. Obra fantástica que conta os melindres da exploração Sulamericana desde que esta terra era povoada apenas por índios. Infelizmente o livro para na década de 70. E até hoje não encontrei uma explicação para que Galeano não continuasse a obra, tendo em vista que a exploração só piorou.

Faça um esforço Obama. O mundo tem que se curvar e falar inglês pra poder ter uma chance de se comunicar nesse mundo globalizado. Tu parece estar tão interessado em assuntos latino-americanos ultimamente, o que me levanta uma série de suspeitas inclusive, o que custa dar uma puxada no espanhol? Hein?

Te amo xuxu ;@@@@@@@@

Matheus

2 Comentários

Arquivado em Dele

Bodas..

Hoje quando falamos de casamento várias pessoas abominam a idéia de construir sua vida ao lado de outra e preferem viver independentes.Eu já quero me casar, ter filhos e aquela coisa toda.

Mas alguém de vocês já imaginou viver durante 50 anos ao lado de outra pessoa? Compartilhando TUDO, as conquistas, derrotas, os filhos, dificuldades em um tempo em que as coisas não eram nada fáceis, enfrentar o que fosse mas não abrir mão de estar ao lado daquela pessoa perante tudo e todos?

Falo disso, pois neste final de semana aconteceu a cerimônia de Bodas de Ouro dos meus avós paternos. Eles casaram-se no dia 11 de abril de 1959 e construiram uma família com 5 filhos que tem em média 3 a 4 anos de diferença. Educaram eles, ensinando o que era certo e errado e os valores que deveriam seguir na vida. Mas acredito que o principal ensinamento que eles tiveram, foi sobre o amor, de como o amor pode superar as coisas diante qualquer dificuldade.

Meu pai sempre conta que quando eram crianças e adolescentes, eles nunca “apanharam” dos meus avós, aprontavam umas que outras, mas as coisas se resolviam na base da conversa. E que como meu avó trabalhava fora de casa, numa fábrica pelo menos uma vez por semana ele trazia alguma coisa diferente da rua pra eles jantarem. Mesmo em tempos difíceis ele não abriu mão de alegrar os filhos com esse tipo de mimo.

Hoje cada um dos filhos tem sua família e esplana essas idéias de criação partindo do principio do qual foram criados. Ao todo somos 6 netos! E quando a família se reune é uma algazarra só. Ontem até brincamos que somos a Grande Família e a Família Buscapé, pois como acontece em todas as relações nem tudo são rosas e há grandes controversias dentro da família. Mas…

Antigamente as coisas eram completamente diferentes e os casamentos muito mais duradouros, tanto que temos o exemplo dos meus avós. Hoje em qualquer tropeço as pessoas acham ruim e acabam abrindo mão de pessoas que poderiam fazer a diferença em suas vidas. As coisas são muito práticas e muito rápidas, no mesmo instante em que estão juntos no outro já não estão mais e daqui a pouco já estão com outra pessoa e vão pulando de galho em galho e quando vê acabam sozinhos, é foda e complicado, mas é a realidade de muitos.

Deixo uma mensagem que achei linda falada ontem na Cerimônia Religiosa dos meus avós e que veio no “certificado” das Bodas de Ouro deles e eu copiei

“Nenhuma quantidade de água pode apagar o amor, e nenhum rio pode afogá-lo”. Ct. 8.7a

0071

E deixo pra vocês também uma foto da Família reunida. Só faltou o Matheus e a minha bisavó.

Boa semana a todos!

Amor, te amoo! 😉

Beijão, Bruna!

Obs: será que me sai bem sob a pressão do meu excelentíssimo? haha.. Espero que sim. Beijos

10 Comentários

Arquivado em Dela

Filosofia do Tubarão !

Olá seres. Cá estou eu pra fazer um post bombástico. Vamos por partes como diria Felipe FILHO DA PUTA Massa no treino da F1 hoje.

Gostaria que todos dessem uma lida no texto que lí no O sorriso do Gato. Se chama Filosofia do Tubarão.

Então. Esse texto fala sobre criatividade. E essa tem sido um PUTA problema pra nós aqui no blog. Porque? Porque a Bruna tá me torrando a paciência com essa histórinha de não ter sobre o que postar. E fica dizendo que eu posto coisas legais, que as visitas são boas, que os comentários também, e que nos posts dela isso não acontece.
Como se não bastassem minhas mijadas hoje eu venho aqui fazer uma conclusão e um ultimato pra ela. Dei um baita tema de presenta pra ela. É algo que vai acontecer amanhã pra ela e mesmo assim ela não enxergava. É um tema lindo. Potencial pra um GRANDE post.

E como o texto da filosofia do tubarão me fez perceber CRIATIVIDADE É UMA QUESTÃO DE BOA VONTADE. E não genética ou aleatória. E como eu sei, MAIS DO QUE NINGUÉM, que a criatividade se desenvolve melhor sobre pressão eu digo :

Se o post da Bruna, que ela tem um dia inteiro pra escrever, não for bom o suficiente AOS MEUS OLHOS, que nem são tão exigentes assim,  eu vou largar o Blog até segunda ordem.

Decisões são decisões. E eu tô tomando a minha. Aliás . Tô deixando na mão da Bruna tomar ela pra mim !

Vire-se bebe ! Filosofia do tubarão !

Te amo e pros demais um sincero e esperançoso até breve.

Matheus

5 Comentários

Arquivado em Dele

Lembranças.. vestibular!

Logo que conheci o Matheus ele estava fazendo cursinho pré-vestibular e via todo santo dia esse guri acordando as 6 horas da manhã, estudando durante algumas horas diárias pra conseguir a tal vaga, pois no vestibular passado ele não tinha entrado por pura ratiação.

Eu já estava cursando a faculdade, fazia poucas disciplinas e meu curso era noturno. Naquela época eu não trabalhava e passávamos boa parte da tarde conversando no MSN.

Conforme a data do vestibular foi se aproximando a coisa foi engrossando, havia uma pressão enorme por parte dos pais dele, ele “tinha” que passar. Praticamente os últimos seis meses antecedentes a prova foram tumultuados pra nós dois. Nos conhecemos, iamos e voltavamos. Preocupação com isso com aquilo, algumas brigas por bobagens e outras por coisas bem sérias.

Se não me engano as provas iniciaram no dia 09 de janeiro em 2007, eu queria muito estar perto dele durante esses dias, mas talvez eu pudesse deixá-lo mais nervoso ainda. Dia 20 eu me mandei pra casa dele com a finalidade de esperar o Listão.

Lembro-me como se fosse hoje – 25/01/2007 – o grande dia. O dia que muitas coisas iriam mudar pra nós, mas principalmente pra ele. Pois tendo o nome ali revelado ele começaria a se preparar pro destino da carreira profissional dele.

Acordamos com o pai dele inquieto, procurando a estação de rádio no qual passaria a divulgação.. Ficamos aflitos. Iriam começar a divulgação as 10 horas da manhã.

E pra nos deixar mais aflitos, a narração era lenta demais. E demorou pra chegar na tal lista de aprovados em Direito -Diurno.. Uma agonia que ia crescendo cada vez mais.. Estavamos eu e ele de mãos dadas, com amuleto em mãos, junto com o pai dele grudados no som da sala.. Eis que chega o momento tão esperado. E escutar o nome dele ( Matheus Q. Lopes), foi muito emocionante, nos abraçamos e choramos felizes por essa grande conquista.

Ao meio dia fomos almoçar em um restaurante com a família. A tarde meu cunhado (Diego – este que passou no vestibular este ano) providenciou o chopp, os fogos e demais preparativos pra festa.

A comemoração foi algo inesquecível e emocionante. Vivi aquilo tudo como se a conquista tivesse sido minha, pois eu não tive comemoração alguma quando passei no vestibular, não passei numa federal, pois meu curso tem em várias particulares e não tinha porque eu mudar de estado (tem moda na UDESC), tendo uma faculdade praticamente do lado da minha casa. 

Guardo em minha memória este dia tão esperado por nós dois, e sabemos o quanto essa conquista nos motivou em praticamente tudo que fizemos.

Espero que tenham gostado do meu relato ;}

E parabéns pro Diego pela aprovação em Engenharia Mecânica!!

Matheus, te amooo!!

Beijão, Bruna

6 Comentários

Arquivado em Dela