South of the border

Documentários são documentários. Não necessariamente refletem a verdade. São apenas pontos de vista. E é com grande alegria que tomei conhecimento da incursão do diretor Oliver Stone nas terras sulamericanas. Veremos no que dá…

Bom. Não desistimos do blog. A questão é que nossos estágios estão nos tirando o couro. Literalmente inclusive. E o pior é não receber nada monetariamente por isso. Mas é nesse momento que o chavão estagiáristico se perpetua pra refugiar o esgotamento da mente em uma perspectiva de futuro: – Pra que ganhar em dinheiro se tu ganha em conhecimento?

E assim vai…

Te amo bebe.

Maths

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em Dele

9 Respostas para “South of the border

  1. Nossa…escraviário não rola, hein?

    Quando eu era estagiária….eu ganhava pouco, muito pouco. Mas nunca me permiti trabalhar sem ganhar nada. Acho isso um absurdo!

    beijos

  2. Poizé. É complicado. Faço direito e na minha cidade existem, além da minha, outras 5 faculdades que oferecem curso de direito. Ah, detalhe. Minha cidade tem 250.000 habitantes só. Ou seja, o universo de oportunidades de estágio, entre forum e escritórios é bem reduzido. Fica complicado competir no mercado (UI) quando o número de concorrentes dispostos a fazer sem ganhar nada é tão grande. E eu realmente acho que estágio nem sempre precisa ser remunerado. Dependendo do lugar eu até PAGARIA pra fazer estágio se fosse possível, já que o objetivo é aumentar o conhecimento e a experiência.

    Maths

  3. “Documentários são documentários. Não necessariamente refletem a verdade. São apenas pontos de vista”. (2)

    No final do vídeo Chavéz foi muito “Oh” (sei lá que palavra usar para descrevê-lo). Mas nem preciso dizer que seus meios não condizem nem um pouco com suas belas palavras. (O que também é um ponto de vista).

    É muito importante desfazer os mitos que a mídia norte-americana planta nos milhões de cérebros mundo a fora e eu valorizo muito isto. Só que eu também valorizo uma BOA DOSE de realismo.

    Embora tu e eu tenhamos nossas divergências, devo concordar: Eu fiquei feliz pelo fato de finalmente pisarem na América do Sul.

    No mais, não.

    Beijos!

  4. O que eu achei interessante, no trailer, foi ver a forma como a imprensa trata o Huguinho. No Brasil eu já vejo sinais de excesso quando o assunto é este, mas a imprensa americana me deixou de queixo caído. Enquanto isso apóiam e falam super bem do Uribe que é o maior traficante da América Latina. Vai entender.

    Maths

  5. Por quê todo gaúcho é sarcástico?
    Diacho!

  6. é uma arte né? Eu admiro muito pessoas que conseguem ser sarcásticas com inteligência. Quando eu crescer….

    Maths

  7. Nossa!
    Acabou de sair uma bandeirinha branca do meu trezoitão. 😛

    Tá, parei.

  8. “Por quê todo gaúcho é sarcástico?”

    Sai pra lá, ô barriga-verde! ¬¬’
    _

    Bom, cada caso é um caso. Eu sou conivente, no máximo, com o Lula. Agora quanto à galera latina, eu tenho lá meus pontos de vista.

  9. Mas é claro. Eu enfatizei que são pontos de vista. Eu faço questão de conhecer todos.

    Maths

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s