Frase para se pensar.

Olá pessoas. Estou passando por uma crise fédaputa de dor de cabeça. São bem comuns esssas crises em mim, inclusive ontem eu pensei : – Bah. Faz tempo que eu não tenho dor de cabeça. Dito e feito né. Acordei bombando hoje.

Nesses dias eu fico meio sem criatividade então o post será curto hoje. E girará em torno de uma frase, um questionamento que eu ouvi em um programa de rádio :

– Se com o passar da idade ganhamos experiência porque, na vida real, vemos cada vez mais intransgigência dos mais velhos com o pensamento jovem? Porque os adolescentes de outrora são hoje pessoas que não respeitam o pensamento jovem?

É de se pensar. Até meus pais que em outros tempos foram radicais, participantes do movimento estudantil, hoje são pessoas desiludidas com o que a juventude tem como valores. Será que nós jovens estamos tão errados assim ? Pensem e opinem nos comentários. E ah. Por favor gente. Vamos comentar. Nós postamos aqui não pra vocês apenas lerem, mas pra sabermos o que vocês acham.  Nossos leitores já mostraram a tempos atrás a qualidade e a inteligência. Então isso é importante pra nós. Não queremos centenas de visitas diárias. Mas sim comentários ;]

Nota 1 : Renasce o movimento estudantil no RS. Teremos uma governadorA até o fim do ano ? Eu dúvido.

Nota 2 : Torçam por mim as 17 hrs de hoje. Estarei em uma entrevista de estágio extremamente promissora.

Nota 3 : Vamo Grêmio

Te amo bebê !

Matheus

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Dele

5 Respostas para “Frase para se pensar.

  1. Boa sorte hoje a tarde!
    E eu penso que essa intransigência, seja uma questão cultural, as pessoas estão mais desacreditadas da vida, mais secas, ríspidas. Na verdade acho que falta o que vc vcs tem de sobre.. amor..rs

    bjs

  2. Karina

    Na verdade caros, acho que o q acontece é que como eles “erraram” quando jovens, querem “poupar” seus filhos dos mesmos “erros”.
    Mas se esquecem de que qdo eram jovens, ignoraram a “proteção” de seus pais para poder viver e experimentar a vida… Partindo dessas experiências, inclusive das q deram errado, vem essa vontade paternal de proteger o filho, evitando q eles tb tenham que passar pelas provações que eles passaram…
    No final das contas, é tudo questão de ponto de vista…

    abçs

  3. Júnior

    Mais uma da série “Pensamentos em comum com o Matheus, exceto o ‘ser’ gremista”. 😛

    Minha mãe sempre fez parte de movimento estudantil. Mas como mãe, ela não era nada liberal, nem um pouco semelhante à maneira como era ao lançar-se em uma nova luta social.

    Hoje, meu pai diz que para o azar dele, ela voltou a ser o que era antes dos filhos nascerem… Nada convencional/tradicional.

    Então eu também acredito que isto seja uma espécie de proteção, como a Karina disse. Embora seja beeeem contraditório, não acham?

    E put* merda. Eu sou tri conservador e concordo que a criação de nossos filhos, por vezes, é reflexo da nossa própria criação.

    É o velho instinto paternal, mesmo. A gente que já caminhou boa parte da estrada sabe o que está por vir e não quer que as pessoas que amamos passem por experiências às vezes amargas. Vejo isso até mesmo na minha relação com a Madi.

    Abraços!

  4. Búfalo

    Já deve ter passado sua entrevista, mas espero que tenha dado tudo certo.
    Se dor de cabeçpa dá falat de criatividade quero ter mais dor de cabeça hehe. Já pensou em ir no médico? Às vezes é algo bem simples.

    Essa frase é bem complicada. Em minha opinião, as pessoas confundem experiência com sabedoria. Em todo escrito mais filosófico o velho é visto como o ancião, o sábio da comunidade.
    Claro que a experiência ajudou ele nessa busca de sabedoria, mas não é ela simplesmente que traz isto. É como falar que dinheiro traz felicidade e resolve os problemas. Até ajuda, mas depende de como trata com ele.

    E os próprios se acham os donos da verdade por conta desta experiência. Mas é totalmente diferente. Com o passar do tempo passamos a esquecer do que fizemos e acaba por cegar o que ganhamos de experiência. E tolerância. Seria a cegueira mental?

    Abraço do Búfalo
    http://naoserouser.wordpress.com/

  5. Matheus,

    Boa Sorte! Acho que hoje vc deve ter alguma respota!
    Aff.. como enrolei para deixar um comentário, lia seu blog mas não conseguia escrever… faço isso td na hr q estou no trabalho quando o pessoal entra em reunião, aproveito e mando ver nos blogs hahahaha… que feio!
    Enfim, achei bem legal sua questão levantada.
    Acredito que os mais velhos não “dão” muito ouvidos para as idéias dos mais jovens, devido que tenham tido as mesmas ou, se não, tenham vivido algo parecido que não tenha dado certo. Acabaram desacreditando ao fato desta experiência negativa.
    Quanto aos nossos pais, concordo com os demais, só querem nos proteger e nos amam por isso eles fazem isso. Mas como pais, mesmo que essa idéia não tenha dado certo ou tiveram experiências negativas em suas vidas “teens”, devemos deixar que os filhos vivam também, afinal, se eles tiveram o mesmo direito pq não nós?
    É uma questão de respeitar escolhas, mas os pais estão aqui para proteger, indicar os caminhos e apoiar.
    As pessoas com “mais experiências” que nós, jovens, nos veem como “amadores da vida”. Deviam unir a experiencia que possuem com nosso amadorismo para melhoria das idéias.
    E assim devia ser, penso eu.

    Forte abraço,

    Camila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s