Ciúme. A outra parte da história.

E aí pessoas. Tudo bem? Comigo tudo ótimo. Sexta-feira né? Zo/ ! Não tem como não ficar feliz, a não ser que tenha que trabalhar sábado. Mas eu não tenho. Então…

Bom. Vim aqui hoje pra complementar o post da Bruna sobre ciúmes. Já tinha isso em mente, mas não pra agora. Mas em um contato bloguístico com uma amiga ela pediu minha opinião sobre o ciúme feminino pra ver se dava pra traçar um paralelo sobre a minha reação e a do namorado dela.

Enfim. Ciúme é normal gente. Não tem como não sentir. Quando se ama é normal ter um medo abominável de perder a coisa, e isso nos leva a tomar atitudes pra proteger o relacionamento. E isto é o ciúmes.

Mas isso não justifica ciúmes loucos e amores possessivos obviamente né. A chave está em como lidar com isso.

No nosso caso, como a Bruna disse antes, meu ciúme era bem maior. Agora meio que deixo de lado isso. Óbvio que sinto, pois é óbvio que amo e tenho medo de perder. Mas a confiança que tenho nela faz com que eu seja mais coerente. Não tenho problemas de ver ela sair com as amigas, desde que eu saiba onde e considere o lugar frequentável. Deixo ela sair mas também não sou bobo né. Esse mundo do jeito que tá não dá pra dar mole mesmo.

Mas o que eu acho legal de falar é do ciúmes da Bruna sobre mim. Eu acho engraçado. Eu rio mas ela fica braba. A verdade é que a Bruna tem um medo louco da nossa relação, talvez pela distância não sei, medo que pra mim já passou. Ela tem medo do meu grupo de amizades, da faculdade e tudo mais. Problema que não tenho com ela, pois a faculdade dela é feita só por meninas. Ou meninos que gostam de ser meninas. Enfim. Isso me deixa mais tranquilo obviamente, se ela fizesse engenharia mecânica não sei se funcionaria do mesmo jeito.

As vezes ela tem crises e tal. E eu entendo. As vezes eu quero sair com meus amigos, com meus colegas, e sei que isso é dificil pra ela. Ae duas coisas podem acontecer. Ou ela fica braba e me fala que tá braba por tais motivos, ou ela fica braba e não me fala nada. Fica emburrada...

/// OFF POST – No momento ela tá me falando de uma festa de fim de ano das amigas dela e eu respondo: sem festa ¬¬ . Mas é brincadeira. Eu acabo deixando ela ir. //


…E eu não sei o que fazer além de rir. Eu acho tão querido quando ela tem ciúmes, porque demonstra que ela me quer bem, que se preocupa com nós. Mas isso tudo é legal só porque depois invariávelmente ela me deixa fazer o que quero. Se não deixasse. Se batesse o pé aí sim teríamos crises. Tem que saber soltar o amado(a) também. Porque bixo preso não vive.

Quem está em um relacionamento já deixa de sair como antes geralmente. Eu nunca fui de fazer festa, a Bruna era mais de sair. Mas ambos meio que deixamos isso de lado desde que começamos o namoro. E não sentimos muita falta. Mas as vezes tem que sair. Festa da faculdade, sair pra jogar futebol ( disso eu não admito ciúmes mesmo ), sair pra tomar uma cerveja ou fazer um churrasco com os amigos. É natural e faz parte da vida das pessoas.

Não tenho receita pra lidar com isso. Porque apesar de nós conseguirmos mexer relativamente bem com isso não tem como generalizar e dizer que isto funciona pra todos os casais. A confiança é a chave de muita coisa. E o negócio mesmo é o tempero. Mostrar que tem ciúmes mas não prender a pessoa sabe? Se a Bruna um dia ouvisse eu falar em sair e não esboçasse reação eu ficaria, e MUITO, preocupado.

Enfim. Como diz o Alemão Ronaldo: “Ultimamente tenho andado de cara, com emoções que ficaram sensatas”. Sintam ciúmes, deixem seus namorados(as) saírem com os amigos(as) e fiquem preocupados com isso, porque isso é amar. E amar é ótimo !

A propósito. A Bruna vai sair pra passear na serra gaúcha hoje. E eu vou jogar bola. Ela tá me dizendo pra mim me comportar. Mas acho que é ela que tem que cuidar né? Digam pra ela se comportar por mim.

Ao som de: Alemão Ronaldo : De cara.

Te amo bebê !

Ps. Abração pra moça que pediu minha opinião sobre o assunto mas que prefere ter sua identidade mantida em sigilo. To te mandando um email agora.

Abraços pra vocês !

Matheus

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Dela

7 Respostas para “Ciúme. A outra parte da história.

  1. Ah, eu entendo totalmente o que vocês dois disseram. Na verdade, estou numa situação parecidíssima atualmente.
    Agora dia 28, vai ter a formatura do meu colégio. É uma super festa, que vai até de manhã, com comida e bebida liberada, vários dj’s bons e tal. Enfim, uma SUPER MEGA festa.
    E uma festa cara. Uma festa que você TEM que aproveitar até o DJ começar a guardar as coisas e as pessoas do terceiro ano começarem a te mandar pra casa.
    Obviamente, minha primeira reação foi chamar meu namorado.
    Já depois ..
    Eu amo ele e quero ele sempre perto, até porque a gente mora meio longe (mesmo que não tanto quanto vocês). Mas essa é uma ocasião que eu realmente queria aproveitar muito os meus amigos, principalmente porque ano que vem eu vou mudar de escola.
    Como os ingressos já estão acabando, ele provavelmente nao vai mesmo, e eu tô super curiosa pra ver se ele vai ficar com ciúme.
    Eu vou, isso já é certo, eu já comprei e tudo, mas qual será a reação dele? Eu nunca dei motivo pra ele duvidar de mim, muito pelo contrário ..
    mas como vocês dois disseram, ciúme é normal quando você ama muito alguém.

    p.s.: falei dele mas eu sou hiper ciumenta também 😉

    um bom fim-de-semana pra vocês!

    :*

  2. Samantha

    Sabe amigos, eu tava aqui lendo o Post e rindo rsrsrs
    É tão normal esse lance de ciúmes. Que dizer, normal pq queremos cuidar da pessoa né, pois qdo ultrapassa todos os limites deixa de ser normal.
    Mas o Matheus disse tudo: “Confiança”
    Ela é a chave para uma boa convivência. Mas ela é tão forte e tão frágil que eu a comparo a um cristal, que se trincado ou quebrado… não volta ao normal.
    Por tanto queridos, juízo, cuidem-se e sejam muito felizes…
    beijão

    PS.: Bruninha, vou trabalhar sim querida… afff

  3. Oi Matheus
    Esse assunto é ao mesmo tempo delicioso e perigoso, pois sem limites pode se transformar em verdadeiras tragédias. Gosto bastante de ler sobre o ciumes, sou pouco ciumenta, num geral diria q não sou quase nada, e confesso que muitas vezes me incomoda o ciumes das outras pessoas.

    beijos !!!!

  4. Ciúmes, desde que moderado, é até saudavel. É uma forma de demonstrar o quanto aquela pessoa é importante pra você, e o quanto você a ama.
    Alias, quem não tem ciúmes?
    Adorei o post.
    Beijos

  5. natinhaz

    Primeiro eu queria dizer que esse blog é tudo de original..A-M-E-I!!!
    Super fofos, que lindo…fiquei apaixonada aqui.
    Quanto ao ciúme agora:
    Eu não me considero uma pessoa ciumenta, namorei cinco anos e passei por muitas situações desgastates devido ao ciúme exarcebado do meu ex, que no começo, eu adorava..achava graça também e para mim era uma demonstração de amor…Mas depois encheu o saco de uma forma, que eu não podia nem entender que ele estava mencionando dá uma ataque ou falar qualquer coisinha com ciúme que eu surtava de raiva.
    Eu acredito até hoje que não dava motivos, mas cada um tem sua forma de controlar os sentimentos, ele definitivamente não soube fazer.
    Eu acredito também que eu seja uma pessoa meio racional demais, quando eu sentia ciúmes dele, eu geralmente procurava focar minha imaginação na realidade. E então toda minha insegurança se dissipava.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Mas é assim mesmo…minha máxima é a seguinte:
    Tudo em exagero é prejudicial.
    fica a dica!
    nAH

  6. Thay

    Vcs viu,,, eh sempre mt bom dar uma passada por aki!
    Então, ciume ah o ciume…

    bem confesso que ja passei por uma fase insuportável na minha vida, e que o pobre coitado que namorava comigo nesse tempo sofreu muuuiitoooo!!! rsrsrs =S

    Mas enfim, essa minha fase passou (mas tb ajudou mt saber que eu tinha muitos reais motivos pra toda akela ciumeira) (chifre mesmo gente kkkkk).

    Houve uma época também (pouco tempo atras) que cheguei a um tal ponto de radicalismo que me tornei completamente a favor do poligamismo, eu namorava com um cara e ficava com outros e ele fazia o mesmo (entenda-se que o ficar incluia somente beijos e abraços), e apesar de ser loucamente apaixonada por ele, acreditem, eu naum sentia um pingo de ciumes, pelo contrário achava engraçado até (por razões outras que não vem ao caso ter que expliar aki, senao o comentario vai virar um livro rsrs).

    Então, essa minha outra fase tb ja passou rsrsrs… e hj tento levar tudo mais relax, e penso que o ciume sim pode demonstrar zelo, atenção, carinho… mas tb acho que existem outras formas de demonstrar isso, formas mais saudaveis e menos dolorosas, pq eh dificil controlar esse monstrinho quando ele vem com tudo. Já namorei ciumentos extremos, nada ciumentos, ciumentos médios, e com cada namorado meu nivel de ciume foi um tb, entao acho que justamente o que nos leva ou naum a ter mais ou menos ciume eh a pessoa que está do teu lado, o companheirismo entre os dois e o nivel de CONFIANÇA como ja foi falado por vcs. Se tudo estiver bem, pode ter certeza que não há motivos para um ciúme destrutivo… agora se tudo está bem e a pessoa ainda é um posso de insegurança… ai galera,,, corra longe!!!! kkkkkkk
    Ciuminho gostosinho, dengosinho SIM, loucuras, obssessão, paranóia… NEM PENSAR!

    bjus aos dois e a todos os ciumentos de plantao! rsrs

  7. ‘…Digam pra ela se comportar por mim….’

    Bruna, vê se se comporta. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s