Pequenas coisas…

É extremamente interessante e incrível o fato de que quando a gente está se sentindo sensível, a gente fica pensando, relembrando de coisas que nos deixam mais sensíveis ainda, mas ao mesmo tempo muito felizes.

O fato é que vocês sabem que o Matheus está em Brasília e gente vocês não fazem idéia do quanto esta sendo fodz pra mim essa semana ;/ está altamente complicado da gente conseguir uma comunicação “descente” (digamos assim), e por isso to com a sensibilidade a flor da pele. Mas como não quero ficar chorando as pitangas aqui pra vocês (pelo menos não hoje), resolvi contar sobre nosso primeiro Natal juntos que teve um acontecimento que me marcou muito e até hoje quando paro pra pensar me emociono.

Vocês vão pensar que estou ficando louca por estar falando do natal, mas na verdade eu e o Matheus já estamos tentando programar nosso final e início de ano que é bastante complexo, pois envolve nossas famílias.

Bom, nosso primeiro Natal juntos foi em Dez de 2006, há essas alturas estávamos com 5 meses de namoro completados, já tínhamos ido e vindo ALGUMAS vezes e já estávamos familiarizados com todas as pessoas de nossa convivência, sendo assim foi definido que passaríamos o Natal na cidade do Matheus, fomos eu e meus pais.

O final de semana foi todo em família e normal, diga-se de passagem. O nosso presente foram nossas alianças de compromisso, que nós escolhemos juntos e estávamos muito felizes por termos tomado a decisão de usá-las, sendo assim “trocamos” as alianças na noite do natal.

Vocês sabem como é quando reúne família né? Festa, comilança, bebedeira, algazarra, gritaria, enfim, aquelas coisas todas. Eis que há a troca de presentes a ceia e tudo mais, o pessoal na maior gritaria e agitação, brinde, champanhe e quando a gente vê está todo mundo agitando dentro de casa e só nós dois na rua, sentados nas espreguiçadeiras conversando e olhando pra lua e as estrelas, ficamos ali, sozinhos por um bom tempo.

Pra mim, esse foi o maior presente da noite, o céu tava simplesmente LINDO, a gente falava sobre o futuro, sobre o amor, foi tudo tão simples, tão natural, tão real e muito sincero. Até hoje quando me lembro do momento que ficamos ali, me dá uma sensação tão boa, uma felicidade tão imensa. Pequenas coisas que marcaram muito pra mim e com certeza eternizaram aquele momento.

Na hora nós dois nem nos ligamos do acontecido, só depois de algum tempo que eu escrevi contando pra ele o quanto aquela noite tinha sido tão importante pra mim pelo fato do que tinha ocorrido e me emocionei contando pra ele. Coisa boba né?! Mas sério, foi muito importante pra mim.

Às vezes as coisas passam e a gente nem dá bola, mas são esses pequenos acontecimentos que tornam as nossas vidas cheias de alegria e contentamento, aquelas coisas que fogem do comum e acabam muitas vezes preenchendo um vazio que existe dentro da gente. Pequenos gestos com certeza fazem a diferença. Lembrem disso sempre 😉

Queridos, obrigado pelas visitas constantes de vocês, o blog está sendo uma terapia pra mim durante essa semana, fico extremamente feliz a cada comentário que recebemos! Obrigado por estarem cada vez mais presentes!

 Amooooooor, estou morrendo de saudades, D++++++! Não vejo a hora desse sábado chegar logo e eu poder te abraçar, te beijar e falar contigo de verdade!!! TE AMOOO PAIXÃO!! ;@@@

Escutando: Sideral – Fugindo de Mim

Beijão a todos,

Bruna

O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.

Fernando Pessoa

 

 

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Dela

8 Respostas para “Pequenas coisas…

  1. As melhores coisas da vidA são as mais simples,mas por diversas vezes deixamos nossa ambição nos comandar e esquecemos que pra ser feliz basta tão pouco!

    bjo Bru

  2. Renata Fernanda

    Bruna, concordo com tudo 100%.
    As pequenas coisas são as maiores. Os pequenos gestos são os mais intensos. Esses momentos são mesmo feitos para serem lembrados sempre… principalmente quando estamos mais ‘fraquinhos’ e precisando de um pouquinho mais de amor.
    Aguenta firme. A semana está acabando… e, como sei, vocês vão se encontrar em breve! =)
    Aproveite bastante!
    Beijos na torcida.

  3. Samantha

    Bruna, vc é uma pessoa incrível, cheia de qualidades, mais a q mais me chamou a atenção foi a sua senibilidade. Talvez por me identificar com vc neste ponto.
    Nessas simples coisas e nestes simples momentos é q mora a FELICIDADE. MOMENTOS ASSIM SIMPLESMENTE INESQUECÍVEIS… QUE O TEMPO NÃO APAGA JAMAIS.
    É claro q sentimos e muito a ausência da pessoa amada, mais agarre-se a esses momentos para q vc possa tê-lo pertinho de vc e saiba q muitos outros momentos iguais viram e sabe por que? PELO SIMPLES FATO DE QUE VOCÊS REALMENTE SE AMAM.
    Beijão linda e se cuida

    PS.: Ah, tu tem sotaque até qdo escreve menina? De onde mesmo vc é? hehehe

  4. julia

    aaai, fala serio, amei! achei muito linda a forma que tu fala de sentimentos :} beijos.

  5. Bruna,

    As pequenas coisas fazem enorme diferença.
    Hoje, após passar cinco dias com meu bambino, senti uma imensa solidão em meu apto (moro sozinha) e nem minha cachorrinha Grace Kelly foi capaz de apagar a falta que ele me fez.

    E, de todas as lembranças destes dias, a que mais me volta à mente são as sardas do rosto dele, que em minha insônia, eu contava…

    Parece tão bobo, né?
    A bem da verdade, é!

    Mas essas pequenas bobeirinhas nos são tão caras, né, menina?

    Espero que vc e o Matheus consigam reestabelecer a comunicação de vocês; ao menos assim a sensação da ausência será minimizada.

    Abraços!

  6. .

    Olá Bruna,
    Obrigada por visitar o meu blog… Gostei também muito do seu e já add na miha listinha. Achei muito original a idéia de vocês criarem um blog para contar esta história.
    Na verdade o meu também foi criado para que eu contesse a minha história de amor, porém a minha é, digamos que proibida e por esse motivo não cito nomes nos meus textos.

    Um abraço, nos encontramos por ai…..

  7. Estes momentos marcantes funcionam tanto como referência como alicerce para que tenham sempre a relação bem escorada e capaz d suportar as imtemérires que eventualmente possam surgir.
    Cadinho RoCo

  8. Bruna Antoniaki

    Bah como são as coisas meu namorado e eu também trocamos alianças nesse dia, foi muito mágico momento único, pois faltou luz no bairro e trocamos as alinças à luz de Velas foi liiiindo eu estava nervosa e meu namorado (Júnior) tremia mais que vara verde, muito mais nervoso que eu claro.
    Nesse ano completamos dois anos de alianças e três de namoro e cada vez mais unidos e Felizes \o/ . Como é bom Amar e ser Amada isso é muito bom!

    OBS: Essa é a primeira vez que eu comento aqui, mas todos os dias eu venho dar uma espiadinha. ;p
    Adoro e me indentifico com vocês, muito amor e sucesso para vocês!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s